Últimas Notícias

Kristen Stewart fala que não tem uma sexualidade definida.

(Foto: Divulgação)
Kristen Stewart não precisa de rótulos, tá bem? A atriz de 28 anos está na capa da revista parisiense Mastermind deste mês, e disse à revista que  é melhor manter algumas coisas sem resposta. Bem misteriosa, ela!

“Sim, a ambiguidade é minha coisa favorita. Em termos de sexualidade? Com certeza. E também ao fazer filmes, se você responder perfeitamente a cada pergunta, não permitirá que as pessoas tenham sua própria experiência e realmente pensem em algo. Eu me sinto da mesma maneira sobre como nós f*demos uns aos outros. Você não quer saber tudo o tempo todo.”


Stewart já namorou a homens e mulheres no passado, e confirmou durante o seu monólogo no Saturday Night Live em 2017 que ela é “tipo, tão gay”. Agora a atriz está namorando a modelo Stella Maxwell ;)

(Foto: Divulgação)

Na entrevista, Stewart também expressou como é importante que os filmes apresentem mais histórias sobre o processo de amadurecimento e crescimento das mulheres que estão aprendendo sobre seus corpos da maneira que os homens sempre fizeram nos filmes.


“Agora, estou muito ciente do fato de que assistimos, cinematograficamente, homens e seu caminho para o corpo e fazemos coisas físicas que são fundamentais para essa perspectiva masculina. Em toda história de crescimento que vemos sobre uma jovem garota, mesmo que seja a coisa mais sincera, o que falta é a honestidade física da verdadeira experiência feminina e a maneira como descobrimos nossos corpos. É como se tivéssemos medo de usar certas palavras.”

A atriz conta que está escrevendo um filme que vai falar sobre estes tópicos.


“Minha frase favorita neste filme que estou escrevendo atualmente é: ‘Eu pensei em Sienna Torres e ela colocando a mão dela para dentro da minha boca aberta — tão larga quanto uma boca dizendo filha da p***’. Isso não é algo que as pessoas ficariam confortáveis em ouvir, até agora, mas acho que é o momento perfeito. Não há nada de errado nisso, mas eu definitivamente serei vulgar, e definitivamente serei completamente aberta sobre o fato de que somos seres totalmente sexuais.”