Últimas Notícias

Guilherme de Pádua, assassino da filha de Glória Perez, declara apoio a Bolsonaro.

(Foto:divulgação)
No dia 28 de dezembro de 1992 a protagonista da novela “Corpo e Alma”, Daniella Perez, exibida pela Rede Globo, fora brutalmente assassinada por seu colega de trabalho e então par romântico na ficção, Guilherme de Pádua. O rapaz contou com o auxílio de sua esposa, Paula Thomaz, na execução do crime.


Após as gravações da trama, por volta das 21h, os artistas, Daniella e Guilherme, saíram juntos dos estúdios, sendo abordados por fãs que lhes pediram foto. Logo depois, seguiram caminhos diferentes, Guilherme saiu na frente em seu carro, um Santana, acompanhado de sua esposa Paula, e, logo atrás vinha Daniella, em um Escort.


O crime chocou o País na época já que a novela era líder de audiência. Guilherme pegou 19 anos de preisão mas devido a beneficios conseguiu sair bem antes. Agora ele gravou um vídeo nas redes sociais apoiando a candidatura de Jair Bolsonaro a presidência.